domingo, 25 de janeiro de 2009

sábado, 24 de janeiro de 2009

Elétricos de Lisboa


Lisboa é uma cidade diferente e encantadora. Uma série de aspectos moldam a "personalidade" daquele lugar. Além de um meio de transporte inteligente, os elétricos, sem dúvida, ajudam a seduzir os visitantes. Parece que possuem vida própria. São fotogênicos e, minha sensação, avessos à pressa. Talvez sejam temperamentais e apreciem as áreas planas. Talvez não recusem as subidas das ladeiras, pois sabem do prazer de um deslizar suave no sentido oposto. Quando passam lado a lado, suponho ainda, trocam confidências e celebram o prazer daqueles que passeiam curiosos e atentos com as paisagens que somente suas janelas revelam.

Fotos: Lisboa (Portugal)

sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Mais que especial...


Para lembrar um bocadinho das boas coisas de um Porto amigo. Na Ribeira é possível ficar sem nada fazer ou a apreciar o movimento constante de pessoas. Há ainda um rio que passa com a lentidão que se exige dos rios... Tudo conspira para um retornar...

Fotos: Porto (Portugal)

quinta-feira, 22 de janeiro de 2009

Um lugar especial...

lá fora, ao longe. Fosse nessas terras brasilis talvez estivessmos diante de um "belo" aterro, com um monstruoso estacionamento para carros, ônibus, camelódromos, estação de tratamento de esgoto, etc. e tal.

Nesses tempos em que os turistas aqui chegam, além das praias nada mais encontram. O centro histórico é um abandono só, com muito lixo e insegurança. As ruas da cidade, que poderiam ser espaços para encontros e trocas de experiências, são apenas lugares para trânsito. Não há um Café ou restaurante com mesas nas ruas.

No entanto possuímos lugares fabulosos, prontos para "uso". Talvez aprendamos alguma coisa - num futuro distante.

Foto: Bryggen (Bergen, Norway) - uma vista desde Sundts Gate.

Para uma tarde de sol - ao Sul

sábado, 17 de janeiro de 2009

Tardes de verão



Formações curiosas nesses dias de calor. Aproveito os finais de tarde para sentar na sacada e ler um pouco ou, simplesmente, "ver o tempo passar". Não desgrudo de uma câmera (Nikon P80), pela facilidade de manuseio e volume. O arsenal pesado fica em segundo plano nessas ocasiões.

Aproveitando que o meu cantinho é privilegiado em termos de visual e sossego, posso "viajar" um pouquinho nessas tardes e me refrescar com as brisas - especialmente quando possuem origem do lado sul. De forma seguida sou surpreendido com as formações de nuvens e as mudanças constantes. Fenômenos típicos do verão. As entradas das frentes frias e o calor proporcionam espetáculos com frequência. Nem sempre é possível usufruir dessas transformações: procurar um abrigo é mais que recomendável.

Acredito que muitos já passaram pela experiência de observar as nuvens com propósitos diferentes de pescadores, pilotos de aeronaves ou meteorologistas. Apenas para se divertir com as formas e imaginar os sucessivos desenhos. Ainda na adquiri um livro que me deixou fascinado: Guia do Observador de Nuvens, de Gavin Pretor-Pinney. Existe até um sítio, administrado pelo autor, com fotografias curiosas enviadas pelos "sócios" da confraria. Talvez eu passe pela livraria hoje mesmo... Como existe previsão de chuva para o final de semana, sobrará tempo para leituras mais amenas.

quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

terça-feira, 13 de janeiro de 2009

Bryggen no Café

Estava no meu Café predileto folheando uma revista e não resisti ao deparar-me com a imagem daquele lugar especial em Bergen (NO). A matéria tratava da Escandinávia e fazia menção à beleza das "casinhas de madeira" de Bryggen. É claro que Bergen é mais que isso... Publiquei uma série de imagens e alguns poemas acerca de Bergen e Bryggen. Retorno tão logo que puder - especialmente num verão...ou inverno!


domingo, 4 de janeiro de 2009

The Times They Are A-Changin'


(...)
The line it is drawn
The curse it is cast
The slow one now
Will later be fast
As the present now
Will later be past
The order is
Rapidly fadin'.
And the first one now
Will later be last
For the times they are a-changin'.

(from: The Times They Are A-Changin´, by Bob Dylan)

Foto: Ilha de Santa Catarina

quinta-feira, 1 de janeiro de 2009

Cena do último dia de 2008

... o resultado: ressaca!

Nas ruas da Ilha, num determinado Café

Gosto de sentar nos Cafés e, a partir deles, exercitar o olhar. Nessa esquina da região central de Florianópolis é possível fotografar sem ser incomodado. O movimento constante de pessoas permite experiências ótimas. Tudo se renova com espantosa velocidade.

Agora, estou iniciando experiências com fotografias em "Preto e Branco". Talvez faça novas incursões naquele lugar para um pequeno ensaio fotográfico.


Foto: Florianópolis - Centro